• ATENDIMENTO POGGI

Uma BIG arquitetura: O sucesso de Bjark Ingels e sua empresa em pouco menos de 10 anos.

Com cerca de 10 anos no mercado, é notório o crescimento da marca BIG, Bjark Ingels é um verdadeiro case de sucesso, levantando grandes debates sobre o poder de sua marca Que por sua vez, não foi construída do dia para noite, mas fruto de um bom plano de negócios. Visando identificar os pilares fundamentais que nortearam essa consagração, tratamos o texto a seguir.


1. Conhecendo melhor o grupo BIG


O Bjark Ingels Group (BIG) é uma empresa de arquitetura com sede em Copenhague, que vem se destacando por inovar na construção dos seus projetos, aqui se observa o verdadeiro “pensar fora da caixa”. A organização combina possibilidades bastante criativas e ousadas, como um prédio de apartamentos em formato de pirâmides ou até mesmo uma usina de reciclagem moldada a uma pista de esqui.



Usina de Reciclagem Amager Bakke em Copenhague. Imagem © BIG-Bjarke Ingels Group.


2. Diferencial proposto pelo grupo


A inovação proposta pela empresa, acaba por dividir a opinião pública, de um lado aqueles que acreditam no grande potencial desses projetos, e do outro os que defendem o radicalismo e “tiro no pé” por parte da BIG.

Embora dividir certos pontos de vistas, o empreendimento segue aumentando suas demandas e equipe de colaboradores, que saltou de 50 para 285, além de uma expansão territorial projetada na Ásia, Oriente médio e América do Norte.


8 House, Copenhague. Imagem © Dragor Luftfoto


3. O segredo por trás de tudo


Mas qual a formula mágica resultante desse case? Embora muito se comenta sobre diversos fatores, a CEO e a sócia Sheela Maini Søgaard afirma que, "Nós tentamos atribuir criatividade em todos os momentos que realmente contribuem para nossa arquitetura", além de fortalecer a importância do papel que toda equipe desempenha, com um plano eficaz na gestão com pessoas.

Durante entrevista concedida a NPR, Sogaard e Bjark pontuaram alguns fatores para a ascensão da marca. A coragem de encarar os projetos sem medo e ir além do que um estúdio de design pode oferecer, foi uma atitude relevante. Além disso, nota-se que a cultura BIG é adepta a inovação e desperta o lado criativo de seus funcionários, envolvendo a operação do negócio em torno dos seus grandes talentos.


4. O fortalecimento da cultura organizacional


A cultura organizacional é algo priorizado para gerir seus operadores. A meta é tornar o local um ambiente agradável e contribuir para o crescimento produtivo, além disso, utilizar de uma comunicação horizontal e clara, para a diminuição dos ruídos entres as diversas camadas de conhecimento dentro do organograma, aqui todo mundo ouve diretamente de quem disse.

Logo, a diversidade cultural se faz presente, favorecendo a noção de pontos de vistas diferenciados, possuindo um conhecimento mais amplo do mundo, justamente por atuar em mais de um ponto do globo, somando-se 30 nacionalidades.

Sendo assim, priorizar a gestão e fortalecer a cultura de uma empresa, são caminhos traçados pela organização. Atribuindo a pessoa correta o desempenho de certa atividade, e fazendo com que a função/tarefa seja realizada da melhor forma, sem a concepção de um ambiente de trabalho desagradável. Observando o cenário estrategicamente, desenvolvendo suas inovações e reagindo as novas oportunidades, o Bjark Ingels Group segue triunfando no mercado.



E você, achou relevante o conteúdo destacado? Conversa com a gente como anda o planejamento da sua empresa, nós te ajudamos a ser BIG. Agende seu atendimento on-line conosco.


CLIQUE AQUI







8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo